Atualmente, a sociedade cultua a aparência jovem e saudável. E, cada vez mais, homens, de todas as idades e de todas as classes sociais, querem se submeter à cirurgia plástica por razões estéticas. Os objetivos dos homens incluem nariz mais proporcional, rosto rejuvenescido, cintura menos marcada.  

Segundo levantamento da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Entre 2009 e 2014, a quantidade de procedimentos passou de 72 mil para 276 mil ao ano. A redução das mamas (ginecomastia), a lipoaspiração e a cirurgia de pálpebra lideram o ranking de procedimentos mais realizados. Em todo o País, foram realizadas 712.902 intervenções estéticas somente em 2014. “Nas cirurgias estéticas, a participação dos homens aumentou de 12% para 22,5%.

A forma ideal para o corpo masculino é a atlética, com ombros e tórax largos, abdômen tonificado e área estreita de quadril e de coxa. No entanto, à medida que o homem envelhece, as áreas de gordura tendem a se acumular em torno do abdômen, nas laterais (“pneuzinhos”), na área do peito (condição chamada ginecomastia), e ao longo do queixo e do pescoço. Muitas vezes, os homens se submetem à lipoaspiração para remover estas áreas de gordura que são resistentes à dieta e ao exercício físico.

Em muitos casos, apenas a lipoaspiração efetivamente corrige estas áreas. Homens mantêm a elasticidade da pele mais tempo que as mulheres, e a área de gordura abaixo da pele tende a ser mais firme e mais vascularizada que a das mulheres. Devido a estes e a demais fatores, a lipoaspiração em homens é geralmente muito eficaz. Homens que têm flacidez de pele, bem como áreas de gordura em excesso, optam por um procedimento de excisão tradicional (remoção cirúrgica da pele), além da lipoaspiração. A excisão também pode ser realizada em pacientes com ginecomastia causada, principalmente, pelo tecido glandular e não pela gordura. Alguns homens recorrem a redução de abdômen conhecida como abdominoplastia, que pode ser a opção de homens que têm pele abdominal em avental (geralmente resultado de perda de peso maciça), músculos abdominais flácidos e/ou hérnias negligenciadas.

A abdominoplastia é um procedimento cirúrgico que remove o excesso de gordura, comprimi os músculos da parede abdominal e reduz a cintura. Homens que se submetem à abdominoplastia são muitas vezes surpreendidos pelo longo período de recuperação. Alguns pacientes voltam a trabalhar até quatro semanas após a cirurgia. Homens com boa elasticidade da pele e com quantidade moderada de excesso de gordura abdominal podem se beneficiar da lipoaspiração.

Nos últimos anos, os cirurgiões plásticos têm desenvolvido formas de melhorar o contorno muscular com implantes estéticos. Implantes de panturrilha, originalmente desenvolvidos para restaurar o contorno da perna de vítimas de acidente e de poliomielite, agora são usados para dar plenitude estética à perna. Da mesma forma, os implantes peitorais, utilizados para construir o tórax de homens com síndrome de Poland, também podem ser usados para aumentar os músculos peitorais em homens saudáveis. Boa comunicação, entre você e o cirurgião plástico, é essencial para o planejamento da cirurgia.

Na primeira consulta, o cirurgião plástico lhe dará informações sobre o procedimento e você será questionado sobre quais resultados espera da cirurgia. É importante deixar de lado qualquer constrangimento que possa sentir e, falar, abertamente, sobre os resultados que gostaria de obter. O cirurgião, também, avaliará sua saúde, fará exame físico e pré-operatório, irá tirar fotos e lhe explicará quais técnicas cirúrgicas são as mais adequadas para você. Serão discutidos o tipo de anestesia a ser usada, o local onde a cirurgia será realizada, os possíveis riscos e os custos envolvidos no procedimento.

É importante que se tenha expectativas realistas sobre a cirurgia. Lembre-se, a cirurgia pode oferecer melhora significativa, mas não a perfeição. Não se esqueça de que a idade e a saúde desempenham papel importante na qualidade do resultado.

Os dias e semanas subsequentes à cirurgia são fundamentais para a obtenção de um bom resultado cirúrgico. Portanto, é essencial que você siga as recomendações de seu médico. Seguir as recomendações pode significar ausentar-se do trabalho por tempo adequado, usar bandagens ou malhas de compressão, descansar, não se expor ao sol, não ingerir álcool, não fumar, evitar atividade extenuante, exercício físico, esportes e até mesmo sexo.

Comentários

comentários